segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Desafio N° 16 - Corrida Cross Country em Campo Magro - 12km

Neste sábado, dia 25, participei da 3ª Etapa do Circuito Paranaense de Corrida Cross Country realizada na cidade de Campo Magro.
Eu já havia participado da 2ª Etapa realizada em Bocaiúva do Sul no mês de maio (quando estava a trabalho em Curitiba) e decidi correr novamente na distância de 12km, o Circuito é composto pelas distâncias de 6km e 12km.

Na verdade eu não esperava participar desta corrida, tanto que nem postei meus objetivos quanto ao tempo para esta prova. Isso porque Campo Magro é um tanto longe de Catanduvas para ir correr. Mas na semana anterior fui o sorteado com uma inscrição pela organização da prova. Então comecei a cogitar a possibilidade de ir.
Até a véspera da corrida ainda estava em dúvida, mas enfim resolvi que iria.

Embarquei em Cascavel às 23 horas com destino a Curitiba. Chequei às 6h30 da manhã à capital e como a corrida era as 16horas, pensei o que iria fazer até o horário. Então fui conhecer o Jardim Botânico, o qual pude registrar algumas fotos e passear.

Próximo das 10 horas fui até a Estaçaõ tubo do Jardim Botânico para ir a Campo Magro. Mais uma vez maior trabalho para chegar com esses ônibus integrado. (só a caráter de registro: eu embarquei em 4 ônibus para chegar - um até o terminal Capão da Imbuia, outro até a praça 29/03, outro até Santa Felicidade e por fim até Campo Magro).

Chequei ao meio-dia na cidade e fui conhecer um pouco da pequena cidade e almoçar, nada como uma feijoada a R$12,00 no restaurante Sabores do Campo!

Em seguida que veio o lado problemático da viagem/corrida. A prova seria realizada num tal de Morro da Palha, localizado a 12km da cidade, e não havia carro/ônibus que chegasse até lá. Tive que pedir carona mas todos diziam que não iriam naquela direção. Pensei em subir a pé mas seria muito desgastante e Graças a Deus mudei de ideia e voltei após caminhar por aproximadamente 1km.

Voltei a cidade e fui até o único posto de combustível para ver se encontrava um táxi ou mototáxi, e nada.
Faltava 1h30 para iniciar a corrida e comecei a me preocupar ainda mais (pensei, vim de tão longe e não correr, é muito triste). Então falei com um cara de uma kombi que faz frete para ver se ele fazia um corrida até lá. Inicialmente me cobrou R$30,00 até que fez por R$15,00. Mal eu imaginaria que naquele momento iria começar uma naventura (naventura.com.br - organizador). Apesar de que o Odair, motorista gente fina, foi me contando sobre os atrativos que passava pelo turismo rural, foram quase 50 minutos até chegar lá em cima no morro cheio de cascalho e pedregulho pelo caminho. (Deus me orientou para não subir a pé).

Mas enfim consegui chegar ao tal do Morro da Palha para correr.Retirei meu numeral de corrida e fui aquecer (nem precisava pelo calor que estava, uns 30º graus). Conversei um pouco com o pessoal da organização e me diziam que o início da prova era muito difícil, principalmente até o quilômetro três com grandes súbidas.

Pontualmente às 16 horas foi dada a largada. Mesmo sabendo que o início seria difícil, e correr por estrada rural com pedras é mais difícil, fui forte para o que estou acostumado e passei o primeiro km  com 4:20, muito bom. Na sequência começaram as súbidas. Foram duas em sequência com alto grau de inclinação e muito difícil, sofri para superá-las.

Não tinha marcação do km 2 então fiquei um pouco perdido quanto ao ritmo. Mais uma vez começava mais subidas, muito desgastante, ainda mais com o ar seco, pois não chove a mais de 30 dias, a temperatura em torno de 30°. Claro que se está ruim, está para todos os corredores. Quando superava uma subida, vinha outra. Eu lembro que não via a hora de encontrar o primeiro posto de hidratação. Então vejo a poucos metros o marcador de 3km e os copos de água. Mas pela primeira vez em 16 corridas tenho que caminhar, o esforço tinha sido muito grande para superar aqueles morros dos km iniciais. Foram apenas uns 10 metros e volto a correr, olho no relógio que marcava 15:55, ritmo de 5:18 por km.

O percurso se torna mais fácil com retas e algumas subidas leves e umas descidas fortes, o exige muito atenção para não cair. Mantive o ritmo um pouco acima de 5min por km até que chego a metade da prova, passando com 31min, ritmo de 5:10 por km.

Nesse ponto voltei a sentir o cansaço, e pela segunda vez tive que caminhar por mais uns 10 metros. Com 6,5km mais um posto de água, até tomei um carboidrato em gel, mas não senti muita diferença, pois o esforço estava grande para correr. O copo de água era mais pra jogar na cabeça do que para beber.

Meu ritmo estava fraco porque era ultrapassado constantemente, acho que até o fim da prova foram uns dez. E comecei a ficar com medo de não conseguir subir ao pódio na categoria, mas pela situação eu não via a hora de completar a prova. Não lembro mais em quanto passei os km seguintes, só sei que o percurso tinha ajudado um pouco. Perto do km 9 tive que caminhar pela terceira vez e logo após hidratar-se pela quarta vez, é muito desanimador, mas meu corpo pedia.

No km 10 passei com 52min, ritmo de 5:13 por km. Resolvi acelerar e tentar o máximo que conseguiria para chegar no "gás". Tentei, tentei mas não alcancei nenhum corredor a minha frente, mas pelo menos me mantive na colocação que estava.

Chego ao final, olho no relógio 57:50 faço o SINAL DA CRUZ E AGRADEÇO A DEUS POR MAIS ESTE DESAFIO ALCANÇADO, O MAIS DIFÍCIL ATÉ HOJE NAS CORRIDAS!

Este tempo é pior do que o alcançado na 2ª Etapa que foi 57:36 mas analisando as adversidades, foi bom porque sofri muito nesta prova. Não sei se foi pela viagem no dia anterior, e não ter descansado o suficiente, ou o calor, ou o percurso difícil no início e eu saí errado e logo acabou as energias... mas enfim fiquei aguardando o resultado final esperando receber um troféu na categoria. Assim que divulgaram no mural, fiquei muito feliz por alcançar a 3ª colocação na categoria 25/29 anos.

Pelo resultado final, meu tempo foi 57:50, ritmo de 5:04 por km. Este ritmo neste tempo daria 11,4km, então acredito que a prova não tinha exatamente 12km, senão daria ritmo de 4:49 por km. Terminei em     3° de 5 na categoria e em 27° de 53 homens que compleram e 70 no geral.

Fiquei muito feliz e animado, e talvez até vou correr as próximas etapas.

Dados gerais

Prova - 3ª  Etapa Circuito Paranaense de Corrida Cross Country
Cidade - Campo Magro-PR
Distância - 11,4km
Tempo - 57:50
Ritmo - 5:04
Velocidade média - 11,83 km/h
N° Peito - 373
Colocação Geral - 27° de 53 homens 
Colocação Categoria - 3° de 5 cat. 25/29 anos

Avaliação da prova 

Mais uma vez parabéns a organização por realizar a premiação com rapidez!
Percurso - Muito difícil! muitas subidas e pela primeira vez tive que caminhar.
Hidratação - ideal, nos km 3, 6,5, 9 e na chegada, todos com água gelada.
Medalha - Muito bonita, bem grande, personalizada com o nome da prova, a data, a edição da prova, a cidade, só faltou a quilometragem
Organização - Boa, apesar de não ter chip de cronometragem. Só o local que não gostei, pois era fora de mão e a organização não se preocupou com corredores que viriam de ônibus como eu.
Inscrição - Desta vez eu ganhei, mas custava R$30,00. Acho um pouco elevado porque só tem o numeral e medalha de finisher, não tem chip, nem camiseta.
Premiação - Muito Boa, não havia dinheiro, só que foi bem formulada, como tem que ser, com troféus para os 5 primeiros geral e os 3 de cada categoria, sendo as categorias a cada 5 anos (20-24, 25-29, 30-34...) como realmente tem quer ser!
 





RESULTADO E COBERTURA DA PROVA:
http://www.naventura.com.br/CrC/Res.htm



Jardim Botânico



Jardim Botânico (2)



Jardim Botânico (3)



Logo após a prova



No pódio, terceiro troféu, o segundo no Cross Country, como é bom subir neste pódio!



Troféu e medalha, GRAÇAS A DEUS!




Dever cumprido!

Show de bola essa foto tirada pela organização
 
 
Pódio, 3°
 


CORRIDADERUAFOZ.BLOGSPOT.COM






 











GRAÇAS A DEUS MAIS UM DESAFIO CUMPRIDO!

Um comentário: